Abrasão de córnea

Primeiros-socorros:

A córnea arranhada, desepitelização da córnea ou  Abrasão de córnea são termos que designam uma alteração na primeira camada da córnea, chamada de epitélio, há uma perda de células epiteliais. O epitélio é a camada da córnea superficial com alta capacidade de regeneração. Costuma ser liso e brilhante, e sua função básica é evitar perda de líquidos e penetração de microrganismos.

Os tipos mais comuns de lesões oculares envolvem a córnea, o contato com pó, sujeiras, areia, serragem, partículas de metal ou mesmo a ponta de uma folha de papel podem arranhar ou cortar a córnea. Normalmente, o arranhão é superficial e isto é chamado de abrasão corneana. Algumas abrasões corneanas infectam e resultam em úlcera corneana, que é um problema sério. As abrasões corneanas causadas por plantas poderão causar infecção por bactérias ou fungos, por isso devem ser acompanhadas por um médico oftalmologista o mais breve possível.

A córnea é ricamente inervada, e estando estas terminações nervosas livres no epitélio, qualquer erosão corneana, mesmo as superficiais, são muito sintomáticas.

Abrasões da córnea são lesões dolorosas, assim que os pacientes podem ser aconselhados por seu médico para aliviar a dor com um analgésico. Normalmente os abrasões são acidentais e além de dor o paciente se queixa de desconforto, sensação de cisco, muito lacrimejamento, olho vermelho, aflição a luz, inchaço palpebral e, dependendo da localização, visão turva.

 

Emergência Oftalmológica

No caso de abrasão corneana, procure ajuda médica de imediato. Tome cuidado para evitar certas atitudes que podem agravar a lesão:

 

– Lave o seu olho com água limpa (utilize uma solução salina estéril se disponível);

– Não tente remover qualquer objeto que esteja dentro do seu globo ocular;

– Não esfregue o olho após uma lesão. Tocar ou pressionar o seu olho poderá piorar uma abrasão corneana;

– Não toque no globo ocular com cotonetes, pinças ou outros instrumentos. Isto poderá agravar a abrasão corneana.

 

Como é o tratamento?

Se o médico oftalmologista perceber que existe algum corpo estranho dentro do olho do paciente, ele aplicará um anestésico para a retirada deste corpo estranho. A córnea possui uma grande habilidade de cicatrização. O uso de antibiótico em gotas e lubrificantes oculares aceleram a cura.

Abrasão corneana após retirada de corpo estranho é uma das mais frequentes ocorrências nos serviços oftalmológicos.

O médico oftalmologista poderá colocar um tampão no olho do paciente, ou lente de contato terapêutica  e recomendar um exame de acompanhamento durante as 24 horas seguintes.

 

View Video

 

View Video

 

Saiba mais sobre: Queimadura química.

 

Lembre-se: Este artigo visa informar o público e não substitui avaliação por médico oftalmologista, que é o único profissional capacitado para realizar o diagnóstico preciso e indicar o tratamento mais adequado para cada caso. Portanto, não pratique a auto-medicação e procure sempre o seu médico.

 

O Instituto de Oftalmologia do Rio de Janeiro – IORJ ®, possui equipe médica especializada, com experiência no diagnóstico e tratamento das Emergências Oftalmológicas.

 

Agende sua consulta.

Dr. Gustavo Bonfadini

É o Diretor Médico do Banco de Olhos do Estado do Rio de Janeiro -INTO e Coordenador da Câmara Técnica Estadual de Transplantes de Córnea. Realizou fellowship em Catarata, Córnea e Cirurgia Refrativa pela Universidade de Johns Hopkins – Estados Unidos. Chefe do Setor de Córnea e Cirurgia Refrativa do Instituto de Oftalmologia do Rio de Janeiro – IORJ, atua nas áreas clínica e cirúrgica da oftalmologia geral, transplante de córnea, síndrome do olho seco, ceratocone, distrofia de Fuchs, conjuntivite, cirurgia a laser, lentes intra-oculares, cristalino e catarata.


Lembre-se: O médico oftalmologista é o único profissional capacitado para realizar o diagnóstico preciso e indicar o tratamento mais adequado para cada caso. Portanto, não pratique a auto-medicação e procure sempre o seu médico.