O que é Miopia

Os Erros Refrativos, comumente conhecidos como “grau”, constituem a causa mais comum de deficiência visual. Nestes se incluem a Miopia , a Hipermetropia, o Astigmatismo e a Presbiopia.

 

 
Captura de Tela 2014-06-26 às 23.18.20

 

View Video

 

O que é Miopia ?

Miopia é o distúrbio visual que acarreta uma focalização da imagem antes desta chegar à retina. Uma pessoa míope consegue ver objetos próximos com nitidez, mas os distantes são visualizados como se estivessem embaçados (desfocados).

Captura de Tela 2014-06-26 às 23.18.43

 

Causas da Miopia?

 A Miopia é o distúrbio refrativo (“grau”) mais comum em todo o mundo. A miopia apresenta diversas possíveis causas mas a ciência ainda não foi capaz de determinar exatamente qual a importância de cada uma delas.

Sabe-se que há um fator genético. Crianças cujos pais são míopes tem maior chance de desenvolver miopia.

A miopia geralmente desenvolve-se entre os 8-14 anos podendo progredir até os 20-25 anos de idade, geralmente não ultrapassando de -5,00D. A prevalência da miopia em países como EUA ou países Europeus gira em torno de 25%. Na China, estima-se que 40% das pessoas tenham mais de 1 grau de miopia. No Brasil alguns estudos falaram em 10% mas esse número deve estar subestimado. Provavelmente é próximo dos países mais desenvolvidos.

 

Didaticamente podemos classificar os tipos de miopia em:

1) miopia axial: causada pelo globo ocular ser mais alongado, com diâmetro ântero-posterior maior que o normal.

2) miopia de curvatura: aumento da curvatura da córnea ou cristalino, trazendo um poder de refração excessivo para um olho de tamanho normal.

3) miopia secundária: pode ser associada à Catarata Nuclear, quando a degeneração do cristalino o seu poder de refração (miopia de índice ou refrativa); pode também ocorrer após trauma ou cirurgia para glaucoma, pelo seu deslocamento anterior do cristalino.

4) miopia congênita: alto grau de miopia ao nascimento.

 

Veja esta tabela abaixo, que simula a visão de uma pessoa sem miopia e depois com 1, 2 e 3 graus de miopia respectivamente.

Captura de Tela 2014-06-26 às 23.18.55 

Vantagens da Miopia

 Nem tudo é ruim na vida de um míope. Após os 40 anos todos nós apresentamos algum grau de presbiopia (ou vista cansada). Essa presbiopia dificulta a leitura de perto de letras pequenas. Enquanto todas as outras pessoas precisarão colocar um óculos para ler, o míope terá a opção de tirar o óculos para ler. O míope (de 1 a 3 graus) depois dos 40 anos apresenta uma boa visão de perto ao contrário dos hipermetropes ou das pessoas sem grau nenhum. Assim, na hora de ver o cardápio ou conferir a conta do restaurante, seus amigos precisarão colocar o óculos para enxergar e você não.

 

Riscos da Miopia

Quando a pessoa apresenta um grau de miopia muito alto (maior do que 6 graus) isso ocorre devido ao globo ocular ser muito grande. Esse aumento do olho pode causar algumas alterações na retina que comprometem a visão da pessoa. Imagine a retina como um tecido muito fino. Quando o olho cresce (como no caso dos alto míopes) a retina não cresce junto e pode “esgarçar”, “rasgar”. É como se você vestisse uma camisa muito menor do que o seu número. Ela pode descosturar. O mesmo processo ocorre na retina dos pacientes míopes e pode levar ao descolamento da retina.

Devido a isso, todo paciente míope deve realizar um exame de mapeamento de retina anualmente com o objetivo de prevenir um possível Descolamento de Retina.

O Descolamento de Retina é uma doença grave que compromete a visão de forma severa e, às vezes, irreversível. As duas grandes causas de descolamento de retina são: trauma (soco, quedas, acidentes de carro) e alto grau de miopia.

Por isso, se você é míope, principalmente se tiver um grau moderado ou alto, previna-se. Faça o exame de mapeamento de retina  ao menos 01 vez por ano!

 

Correção da Miopia

Miopia não é uma doença e portanto não existe uma “cura para a miopia”. Mas existem vários métodos para corrigí-la.

 

Óculos: As lentes de óculos para correção da miopia são as lentes ditas negativas ou divergentes (côncavas). Quanto maior o grau mais espessa a lente. O óculos faz com que a imagem que caía antes da retina agora caia exatamente em cima da retina e, com isso, a visão fica nítida. As lentes para miopia causam um efeito de “diminuir” o tamanho do rosto da pessoa que está usando. Isso é bem nítido em graus altos com lentes grossas. Hoje existem lentes para corrigir miopia que são bem finas e causam um efeito estético muito melhor do aqueles “óculos fundo de garrafa” de antigamente.

 

Lentes de contato: Lentes gelatinosas ou rígidas gás permeáveis são ótimas opções para a correção da miopia. Pacientes míopes com mais de 40 anos e que enxergam bem de perto sem óculos podem usar lente de contato em um olho só, fazendo o que chamamos de monovisão.

 

Cirurgia de Miopia:

O paciente míope é o paciente ideal para a cirurgia refrativa a laser. Mesmo casos que tem astigmatismo associado com miopia são possíveis de serem operados. As técnicas de cirurgia a laser (excimer laser) são LASIK e PRK. Todas duas são bastante seguras e tem um bom resultado para correção da miopia. O laser modifica a curvatura da córnea, tornando-a mais plana e fazendo com que os raios de luz caiam em cima da retina.

Um dos sintomas que podemos considerar como um dos primeiros de um olho míope é a má visão ao longe, estando a visão ao perto salvaguardada.

No entanto, é evidente que se uma pessoa é míope de muitas dioptrias (ou graus), para ver bem de perto, teria que aproximar-se muito, o que é um fator muito cansativo e incômodo.

O sintoma que mais é relatado e que com frequência anuncia o aparecimento de miopia é a visão turva dos objetos distantes.

Quando a miopia é muito alta ou o paciente tem a córnea muito fina a cirurgia a laser pode não ser indicada. Nesse caso ainda há opção pela cirurgia de implante de Anel intracorneano em Ceratocone ou colocação de lentes intraoculares fácicas usadas para correção de altos graus de miopia.

No entanto, caso o paciente tenha mais de 40 anos e deseja operar a miopia ele tem que saber que a sua visão de perto vai piorar. Ele vai perder a vantagem que os míopes tem para perto descrita acima.

 

Quer deixar de usar óculos? Saiba mais sobre Cirurgia Refrativa.

 

Lembre-se: Este artigo visa informar o público e não substitui avaliação por médico oftalmologista, que é o único profissional capacitado para realizar o diagnóstico preciso e indicar o tratamento mais adequado para cada caso. Portanto, não pratique a auto-medicação e procure sempre o seu médico

O Instituto de Oftalmologia do Rio de Janeiro – IORJ ®, possui equipe médica especializada, com experiência no diagnóstico e tratamento da Miopia.

 

Agende sua consulta.

Dr. Gustavo Bonfadini

Doutor em Oftalmologia e Ciências Visuais pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), realizou especialização de 3 anos em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Residência Médica em Oftalmologia pela Secretaria Municipal de Saúde – RJ. É especialista em Cirurgia de Catarata e Transplante de Córnea pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Fez Post-doctoral Research Fellowship em Catarata, Córnea e Cirurgia Refrativa pela Johns Hopkins University – Estados Unidos. Chefe do Setor de Córnea e Cirurgia Refrativa do Instituto de Oftalmologia do Rio de Janeiro – IORJ, atua nas áreas clínica e cirúrgica da oftalmologia geral, transplante de córnea, síndrome do olho seco, ceratocone, distrofia de Fuchs, conjuntivite, cirurgia a laser, lentes intra-oculares, cristalino e catarata.


Lembre-se: O médico oftalmologista é o único profissional capacitado para realizar o diagnóstico preciso e indicar o tratamento mais adequado para cada caso. Portanto, não pratique a auto-medicação e procure sempre o seu médico.