Oclusão Artéria da Retina

View Video


A oclusão Artéria da Retina acontece quando a artéria da Retina está “entupida” ou ocluída devido ao aumento da pressão arterial, êmbolos gordurosos, colesterol ou em pacientes diabéticos com vasos da retina mais frágeis, ou ainda após um trauma ocular grave.

 

Como esta artéria é a principal responsável por fornecer sangue a Retina, o seu entupimento pode causar subitamente a perda de visão. Nestes casos o paciente não sofre nenhum tipo de dor.

 

 

Pessoas de mais idade também podem ter este problema por conta de uma inflamação dos vasos sanguíneos da cabeça, também chamada de artrite temporal.

 

Os principais sintomas são perda súbita e indolor da visão e mancha escura no exame Campo de Visão.

 

Segundo o oftalmologista Dr. Almyr Sabrosa, odiagnóstico precoce pode evitar perda grave da visão. Segundo ele, as causas de Oclusão de Ramo Arterial da Retina ocorrem, em sua maioria, em pessoas com problemas cardíacos ou hipertensos e pode afetar a visão central de forma irreversível.

 

O tratamento é uma forma de controlar a doença e recuperar, parcialmente, a visão perdida. Geralmente, são utilizados Laser, Injeção Intra-Ocular e Cirurgia de Vitrectomia para melhorar a situação. Com o tratamento, alguns pacientes evoluem com melhora da visão central, mas permanecem com perda do campo de visão correspondente.

 

O Instituto de Oftalmologia do Rio de Janeiro – IORJ® utiliza os mais modernos equipamentos no mundo: O Retinógrafo, o Visucam 500 – Zeiss®(Alemanha) e o Campo Visual Computadorizado, o Humphrey HFA 750 – Zeiss®(Alemanha).

 

O exame de Retinografia, auxilia na documentação da anatomia do fundo de olho do paciente.

 

O exame de Campo Visual, auxilia na documentação da visão periférica do paciente, e tem a função de detectar e quantificar anormalidades no campo visual, causadas, principalmente, por patologias Retinianas, Neurológicas ou Glaucoma.

 

Lembre-se: Este artigo visa informar o público e não substitui avaliação por médico oftalmologista, que é o único profissional capacitado para realizar o diagnóstico preciso e indicar o tratamento mais adequado para cada caso. Portanto, não pratique a auto-medicação e procure sempre o seu médico.

 

DESCOLAMENTO DE RETINA: Clique aqui para saber mais sobre DESCOLAMENTO DE RETINA.

MOSCAS VOLANTES (FLOATERS):Clique aqui para saber mais sobre MOSCAS VOLANTES (FLOATERS).

INJEÇÃO INTRA-OCULAR:Clique aqui para saber mais sobre INJEÇÃO INTRA-OCULAR.

Dr. Almyr Sabrosa

Médico-oftalmolgista pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia CBO, especialista Retina clinica- cirurgica FMUSP.

Dr.Renato Patuzzo

Médico-oftalmologista especialista pelo Conselho Brasileiro de oftalmologia, Pós-graduação pela PUC-RJ.


Lembre-se: O médico oftalmologista é o único profissional capacitado para realizar o diagnóstico preciso e indicar o tratamento mais adequado para cada caso. Portanto, não pratique a auto-medicação e procure sempre o seu médico.