Mitos e Verdades em Oftalmologia

//Mitos e Verdades em Oftalmologia

Mitos e Verdades em Oftalmologia

2018-04-09T19:02:13+00:00

MITOS E VERDADES EM OFTALMOLOGIA

 

Este texto visa esclarecer dúvidas muito comuns entre as pessoas e crendices que muitas vezes se espalham como se fosse verdades.   MITO.

Assistir a TV de perto pode provocar cansaço ocular por forçar a acomodação e a convergência, o que pode causar dor de cabeça, porém não traz prejuízo para a visão. O ideal é assistir à televisão a uma distância de 2 metros no mínimo, e sempre com o local iluminado.  

 

Ler com o texto muito próximo dos olhos prejudica a visão? MITO.

Ler com os olhos muito próximos de qualquer texto não prejudica a visão, mas quem faz isso necessita de exame oftalmológico para saber se há algum distúrbio visual que precisa ser corrigido.  

 

Lentes de contato geralmente oferecem melhor visão que óculos?

As lentes de contato podem ser mais eficazes do que os óculos. Principalmente em casos de alto grau de miopia ou astigmatismo, por estarem em contato com a córnea. É muito importante que o paciente seja avaliado e realizado exames como a topografia da córnea (medida da curvatura da córnea) por um médico oftalmologista. A lente de contato é um corpo estranho que fica em contato direto com a córnea e seu uso de forma incorreta ou sem uma avaliação prévia pode causar inflamação, infecção ou lesões que em alguns casos podem ser graves.  

 

O uso de lente de contato faz estabilizar o grau da miopia?

Não, o uso da lente de contato não interfere na evolução do grau do olho. A miopia em média se estabiliza aos 18 anos e a lente de contato não interfere nesta estabilização.  

 

Ler com pouca luz prejudica a visão? MITO.

A insuficiência ou excesso de iluminação cansam e dificultam a leitura, porém não prejudicam os olhos. Deve-se ler com boa luz, ou seja, a fonte de iluminação não deve provocar sombras nem reflexos no objeto de leitura ou trabalho. A leitura fica mais lenta e cansativa, nos fazendo perder o interesse pelo que está sendo lido.  

 

O computador prejudica a visão?

Não existe nenhum estudo científico que comprove que os computadores são prejudiciais à visão, uma vez que a quantidade de radiação ultravioleta emitida pelo computador está bem abaixo daquela capaz de provocar doenças como a catarata, mesmo após um longo período de exposição. Quando estamos realizando uma tarefa em frente ao computador geralmente piscamos menos e se estivermos em um ambiente com ar condicionado ligado, a lágrima vai evaporar mais facilmente criando uma sensação de “ardência”, “olho seco” ou “cansaço visual”. O uso excessivo do computador pode desencadear sintomas, como leves dores de cabeça e desconforto, para evitá-los recomenda-se um descanso de 5 minutos para cada hora de trabalho à frente do computador.  Desta forma permite-se que a musculatura ocular assim com a lágrima possam se estabilizar. A avaliação do médico oftalmologista é sempre necessária em casos sintomáticos.  

 

Ler dentro de veículos em movimento, fazendo esteira ou bicicleta, causa descolamento de retina? MITO.

Ler em movimento pode causar tontura, “mal-estar”, náusea ou desconforto, pois o esforço visual será maior. Entretanto não afeta a retina que é uma membrana que reveste internamente o olho.  

 

Forçar a vista faz o grau aumentar? MITO.

Não, o esforço para enxergar é decorrente da falta de correção (falta do uso do óculos) e não o contrário. Forçar a vista sem estes recursos pode ocasionar dores de cabeça, tonturas e mal-estar, porém não significa que a visão esteja sendo danificada, nem o grau de deficiência vai aumentar por causa disso.  

 

Óculos de grau precisam ser checados todo ano para verificar se ainda estão válidos?

As lentes dos óculos não tem uma validade determinada. Porém, elas sofrem desgastes com o tempo de uso, e os olhos precisam fazer exames periódicos. Recomenda-se que façam exames semestrais em adolescentes e crianças usuárias de lentes corretivas e uma vez por ano em adultos. Lembre-se que a prevenção e manutenção da saúde dos seus olhos é feita no momento da consulta médica com oftalmologista.  

 

Excesso de leitura causa vista cansada? MITO.

O sistema interno de focalização do olho funciona muito bem por cerca de 40 anos e depois começa a perder sua eficiência progressivamente fazendo com que a visão de perto fique cada vez mais ruim. Isto se chama Presbiopia, popularmente conhecida como “vista cansada” e independe da exigência dos olhos. A leitura não tem nenhuma influência nisso.  

 

Olhos claros exergam menos e são mais sensíveis à luz que olhos escuros?

A capacidade visual não esté relacionada com a cor da íris. A quantidade de luz que entra nos olhos é maior nos de cor clara e menor nos de cor escura. Assim quem tem olhos claros tende a ter mais sensibilidade à luz (fotofobia) mas isso não significa que veja menos do que quem tem olhos escuros.  

 

Óculos escuros protegem os olhos?

Sim, porém é importante que as lentes sejam de boa qualidade e possuam filtro contra os raios ultravioletas e infravermelhos. Não compre óculos em camelôs, os prejuízos para sua visão podem ser irreversíveis. Lentes que só escurecem e não possuem filtros, ao invés de proteger os olhos acabam prejudicando, uma vez que, promovem a dilatação das pupilas aumentando a quantidade de raios que penetram nos olhos, podendo provocar doenças como a catarata, degeneração macular e outras lesões.

 

Lavar os olhos com água corrente é bom para quem tem olho seco?

Não, o ressecamento dos olhos é uma alteração onde ocorre uma diminuição da produção da lágrima ou pela evaporação precoce da lágrima. Inúmeras são as causas de olho seco, quando relacionada à deficiência de lágrima geralmente está associado a doenças reumáticas, a principal é a Síndrome de Sjögren. Quando relacionada ao excesso de evaporação geralmente observa-se doenças e/ou alterações nas pálpebras, entre elas destaca-se a Blefarite. A idade e alguns medicamentos como os betabloqueadores, antidepressivos, diuréticos, antialérgicos, também podem provocar uma diminuição do filme lacrimal.  

 

Comer cenoura faz bem para os olhos?

A vitamina A é abundante na cenoura, e é importante para os fotorreceptores dos olhos (células que captam a luz e transforma em visão). Mas a vitamina A não tem como sua única fonte a cenoura, e faria diferença apenas em sua ausência excessiva no corpo.  

 

Anel quente é bom para curar terçol?

Isso é apenas uma crença popular. Eficaz é colocar compressas quentes com uma gaze por exemplo. Procure seu oftalmologista, ele é o médico mais indicado para avaliar e orientar sobre seu problema.  

 

Diabetes pode ser causa de cegueira?

A diabetes pode causar hemorragias nos olhos, levando a glaucoma, catarata e descolamento de retina. O controle da glicemia (taxa de açúcar no sangue) é fundamental para o sucesso do tratamento. Todo paciente com diabetes deve realizar um Mapeamento de Retina uma vez ao ano.  

 

A presença de moscas volantes na visão é um motivo para procurar o médico oftalmologista ?

Moscas volantes são condensações vítreas (corpo vítreo é o gel transparente que preenche o interior dos olhos) que projetam sombras na retina (os chamados pontos pretos na visão), o seu aparecimento brusco pode eventualmente estar relacionado ao descolamento de retina sendo a visita ao oftalmologista mandatória.  

 

Dor nos olhos é sempre sinal de glaucoma?

Dor, nem nenhum outro sintoma significativo é exposto nos primeiros anos da doença Glaucoma. A não ser que haja um aumento alto e repentino na pressão intraocular, causado por uma crise. De modo geral o Glaucoma é uma doença silenciosa (o paciente não sente nada) e com um potencial de cegueira importante. O modo de prevenir à doença é fazer exames oftalmológicos todo ano, independente de da idade, principalmente em casos de histórico familiar.  

 

Daltonismo tem cura?

Não, o daltonismo é uma doença hereditária, sendo raríssimo nas mulheres. Ela é incapacitante somente para as pessoas que, nas suas profissões, necessitam diferenciar as cores.  

 

Faz mal usar óculos de outra pessoa?

Óculos são um utensílio individual, assim como escova de dentes. É receitado pelo médico oftalmologista na medida específica para cada paciente, com necessidades e limitações exatas para o indivíduo. Não só é ruim usar de outra pessoa, como comprar óculos prontos em camelôs também.  

 

Limão pode causar queimadura nos olhos? VERDADE. Nunca faça isso em hipótese alguma!

O limão ocasiona irritação e inflamação nos olhos, podendo gerar úlcera de córnea e queimadura grave dos olhos. Em caso de algum acidente, lave os olhos imediatamente com água limpa e procure o médico oftalmologista.    

 

USO correto Dos MEDICAMENTOS   Colírio não tem contra-indicações e sempre faz bem?

Colírio é um medicamento como outro qualquer, com indicações e contra-indicações. Devendo sem usado apenas após a avaliação de um médico oftalmologista e com receita médica.  

 

Como se usa corretamente colírio nos olhos?  

 

 

Lave bem as mãos, confirme o colírio que pretende pingar no olho. Incline a cabeça para trás e olhe para o teto sentado em uma cadeira. A pálpebra inferior deve ser puxada para baixo para formar uma bolsa na qual o colírio é instilado. Após a aplicação do colírio, as pálpebras devem ser suavemente fechadas durante cerca de 1 minuto para dar tempo para que a medicação seja absorvida pelo olho.

 

Quando são receitados 2 colírios diferentes, qual é o intervalo entre eles?

O intervalo deve ser de 5 minutos. O olho não e capaz de absorver 2 gotas ao mesmo tempo então pingar mais de uma gota ao mesmo tempo leva ao desperdício e a um tratamento ineficaz.

Que cuidados devem ser tomados com as colírios?

Mantenha o frasco sempre tampado. Verifique sempre o prazo de validade . Alguns colírios e pomadas necessitam ser guardados na geladeira. Não utilize medicações que já foram utilizadas.   Lembre-se: Este artigo visa informar o público e não substitui avaliação por médico oftalmologista, que é o único profissional capacitado para realizar o diagnóstico preciso e indicar o tratamento mais adequado para cada caso. Portanto, não pratique a auto-medicação e procure sempre o seu médico  

Sobre o Autor:

Doutor em Oftalmologia e Ciências Visuais pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), realizou especialização de 3 anos em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Residência Médica em Oftalmologia pela Secretaria Municipal de Saúde – RJ. É especialista em Cirurgia de Catarata e Transplante de Córnea pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Fez Post-doctoral Research Fellowship em Catarata, Córnea e Cirurgia Refrativa pela Johns Hopkins University – Estados Unidos. Chefe do Setor de Córnea e Cirurgia Refrativa do Instituto de Oftalmologia do Rio de Janeiro – IORJ, atua nas áreas clínica e cirúrgica da oftalmologia geral, transplante de córnea, síndrome do olho seco, ceratocone, distrofia de Fuchs, conjuntivite, cirurgia a laser, lentes intra-oculares, cristalino e catarata.
x

PROCESSO SELETIVO 2019

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM OFTALMOLOGIA HOSPITAL DA GAMBOA